sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

CORAÇÃO SAUDÁVEL
HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é uma das doenças mais comuns no mundo moderno e está relacionada com a força que o coração tem que fazer para impulsionar o sangue para todo o corpo.

A pressão arterial é aquela que se pode aferir no interior dos vasos sangüíneos. Ela é o resultado da contração do coração a cada batimento e da contração dos vasos quando o sangue passa por eles.

Para a Organização Mundial da Saúde, os valores admitidos para a pressão arterial são:
• Normal – 120 x 80 mmHg
• Limítrofe – 130 x 85 mmHg
• Hipertensão – igual ou superior a 140 x 90 mmHg

Qualquer indivíduo pode apresentar pressão arterial acima de 140 x 90 mmHg sem que seja considerado hipertenso.

Apenas a manutenção de níveis permanentemente elevados, em várias medições, em diferentes horários e posições, caracteriza a hipertensão arterial. A sua incidência aumenta com a idade e, no Brasil, estima-se que um em cada cinco habitantes seja portador de HAS.

A hipertensão é mais comum entre as mulheres, porém se manifesta de uma forma mais leve que nos homens. Além disso, os indivíduos de raça negra costumam apresentar as formas mais agressivas da doença.

SINTOMAS

A HAS é considerada uma doença silenciosa, pois na maioria dos casos não são observados quaisquer sintomas. Quando estes ocorrem são vagos e comuns a outras doenças, tais como dor de cabeça, vertigem, cansaço, enjôo, falta de ar e sangramento nasal.

A falta de sintomas específicos pode fazer com que o paciente pare ou questione a necessidade de tomar o remédio, levando a complicações tardias da doença.

CAUSAS

Após investigação, podem ser diagnosticados dois tipos de hipertensão:

• Primária ou Essencial – Suas causas são desconhecidas. A hipertensão é uma doença por si mesma favorecida pela herança genética.

• Secundária – A hipertensão é causada por outra condição clínica, tais como doenças renais, gestação e uso de corticóides, entre outros fatores.

COMPLICAÇÕES

O aumento contínuo da pressão arterial faz com que ocorram danos às artérias de diversas partes do organismo. A HAS é um fator de risco para a aterosclerose (depósito de placas de gordura nas artérias, causando a obstrução).

Como qualquer artéria pode ser obstruída pela aterosclerose, todos os orgãos podem sofrer alterações decorrentes da hipertensão, sendo freqüentes:
• No coração – Infarto agudo do miocárdio (IAM), miocardiopatia e insuficiência cardíaca;
• No cérebro – Acidente vascular cerebral (AVC ou derrame);
• Nos rins – Insuficiência renal;
• Nos olhos – Diminuição da visão e problemas na retina.


TRATAMENTO

Embora não exista cura para a hipertensão, é possível um controle eficaz, baseado na reformulação de hábitos de vida e no uso regular de medicação, permitindo ao paciente uma melhor qualidade de vida.

• Não-medicamentoso – Auxilia no controle da pressão arterial, diminuindo o risco de complicações através de modificações nos hábitos de vida.

• Medicamentoso – Controla os níveis da pressão arterial com utilização de remédios. É utilizado quando o tratamento não-medicamentoso isolado não é suficiente para se obter o controle da hipertensão.

Lembre-se: a escolha do medicamento correto para tratar cada tipo de hipertensão é tarefa do médico. Nunca se automedique.

DICAS PARA UM CORAÇÃO S AUDÁVEL

A Sociedade Brasileira de Cardiologia apresenta os dez mandamentos para manter uma vida saudável:

• Diga não à obesidade e controle o seu peso;
• Consulte o seu médico periodicamente;
• Meça a sua pressão arterial com freqüência;
• Diga não ao fumo;
• Verifique a quantidade de sal nos rótulos dos alimentos;
• Diga não ao sedentarismo. Pratique esportes;
• Escolha bem os alimentos;
• Saiba se é diabético e se tem colesterol alto;
• Evite o estresse;
• Ame a vida e o seu coração.

IMPORTANTE

As doenças cardiovasculares são a primeira causa de óbito no Brasil. Mesmo que não acarretem a morte, levam, freqüentemente, à invalidez parcial ou total do indivíduo, com conseqüências graves a si próprio, à sua familia e também à sociedade.

As conseqüências da HAS são muitas vezes súbitas e inesperadas. Por isso, é fundamental o controle da doença.

O CORAÇÃO É O MÚSCULO MAIS IMPORTANTE DO CORPO. A CADA BATIDA ELE FORNECE ALIMENTO E OXIGÊNIO ÀS CÉLULAS. UM CORAÇÃO SAUDÁVEL É A CHAVE PARA UM CORPO SAUDÁVEL!

Nenhum comentário: