segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

PERIGOS!!!

TRANSTORNOS ALIMENTARES E DIABETES

Pode-se dizer que a diabetes causa transtornos alimentares?

A diabetes não pode ser considerada causa dos transtornos alimentares, apesar de muitas vezes criar um quadro psicológico propício para que eles se desenvolvam. É comum que um diabético que possua anorexia, por exemplo, justifique sua restrição alimentar através dos cuidados necessários com a diabetes. Às vezes, só se descobre o transtorno alimentar quando ele está em um estágio mais avançado, muitas vezes com a saúde já comprometida.

Quais são os riscos que os diabéticos com transtornos alimentares correm?

A restrição alimentar, aliada a diabetes, pode causar complicações como a cegueira e doenças de rim. Também podem levar à conseqüências ainda mais drásticas como problemas circulatórios e morte de nervos, que fazem com que as vezes seja necessária a amputação de membros. Em alguns casos pode gerar um quadro irreversível que resulte em morte.

Quais são as relações que a diabetes tem com os transtornos alimentares?

As duas doenças exigem o controle rígido da alimentação e atenção ao corpo. Um por necessidade de manter a saúde e o nível de glicose estáveis e o outro por questões psicológicas que levam à busca de um ideal de magreza.

A perda do controle da situação traz reações semelhantes tanto nos diabéticos quanto em anoréxicos e bulímicos. Em ambos os casos, consideram-se culpados por não estarem cumprindo suas metas e passam a restringir ainda mais a alimentação.

Outro tipo de relação é que alguns diabéticos que sofrem transtornos alimentares reduzem a dosagem de insulina de forma intencional, a fim de perder peso. Quando o nível de glicose chega a um patamar alto, ela é eliminada pela urina. Isso faz com que a pessoa perca peso, mas também corra um grande risco.

É até capaz do nível de glicose ficar mais estável, mas com pouca insulina no organismo, os tecidos se dissolvem, podendo causar até mesmo a morte.

Quem tem transtorno alimentar e diabetes deve recorrer a algum tratamento especial?

O melhor tipo de tratamento para quem sofre da diabetes junto com algum transtorno alimentar é buscar um especialista para cada problema. O clínico ou endocrinologista saberá tratar da diabetes e um psiquiatra ou psicólogo tratará do transtorno alimentar.

Em um primeiro momento, o mais importante é restabelecer uma alimentação balanceada e um bom estado de saúde. Posteriormente, o tratamento
tentará recuperar o lado psicológico.

Um problema recorrente é o fato das famílias não saberem lidar com a situação do doente. Muitas vezes, mesmo na tentativa de ajudar, acabam atrapalhando. Por isso, é sempre interessante que a família se informe sobre a doença ou, até mesmo, que participe de terapias conjuntas com o paciente.

Nenhum comentário: