quinta-feira, 5 de março de 2009

No Pain No Gain

Por Professor Waldemar Marques Guimarães Neto

Parece haver pessoas que fazem questão de criar polêmica onde não existe polêmica. Tenho a impressão que talvez queiram se parecer inteligentes ou dar relevância ao seu trabalho ao provocar comparações banais.
Vejam, eu pessoalmente não conheço nenhum grande atleta do nosso anabólico esporte ( musculação ) que não saiba sobre a correta aplicação do volume e intensidade do trabalho e ainda assim acreditam piamente na boa teoria No Pain No Gain ( sem dor, sem ganho) , senão estes atletas não seriam do tamanho que são. Por outro lado o criador da fraca teoria Less Pain, More Gain ( menos dor, mais ganhos ) e os seus discípulos provavelmente nunca desenvolveram um físico superior a mediocridade e provavelmente com toda a sua ciência provavelmente só conhecem as operações básicas da matemática.

A forte teoria do No Pain No Gain, para os bons entendedores, refere-se ao ponto que em
perfeita forma de execução, para um dado princípio de treinamento, não se consegue mais outra repetição. Isto é quando levamos a nossa musculatura a falha total e para quem sabe matemática, falha total não significa massacre total. Alguns profissionais acreditam que os adeptos do No Pain No Gain estejam idioticamente mergulhados em massacrar e em conseqüência disto catabolizar os seus músculos. Se fosse assim atletas como Omar Josef, Dorian Yates, Nasser Al Sombaty, Tommi Torvildsen e Ernie Taylor não seriam do tamanho que são.

A nossa teoria não tem nada a ver com um absurdo volume e intensidade de treino. A dor, é a agradável dor imediata de um treino realizado corretamente e também a dor tardia, que ocorre provavelmente pela migração do aminoácido hidroxiprolina para as terminações nervosas. O atleta ou um bom treinador sabe a diferença entre a dor negativa de um processo inflamatório por sobrecarga excessiva e ou pela má técnica na execução dos exercícios e a dor desejável que é um indicativo do processo de hipertrofia. De fato, se a degradação da proteína muscular é elevada durante um treinamento de alta intensidade e ressíntese muscular também deve ser elevada a fim de promover reparação tecidual e crescimento muscular. Evidências demonstram que treinamento de alta intensidade eleva a síntese protéica por 24 horas após o treino. Mas isto não quer dizer também que alguém possa treinar o mesmo músculo a cada 24 horas. A idéia não é promover uma quebra exagerada do tecido muscular e sim fazê-lo controladamente enquanto

se dá oportunidade para o crescimento muscular.
É por isto que os nossos atletas treinam a alta intensidade hoje e só voltarão a treinar o mesmo grupo muscular depois de 5 a 8 dias de intervalo. Alguns deles, e eu mesmo, utilizamos este processo já há mais de 15 anos e ainda não tivemos uma parada cardíaca ou sequer estamos andando de cadeira de rodas como sugerido no artigo Treine Menos e Cresça Mais veiculado no número anterior da Muscle Inform que ainda relaciona No Pain No Gain com quanto mais melhor e proclama a fraca Less Pain More Gain como um dizer mais inteligente.

Se podem relacionar No Pain No Gain com catabolismo então me dou o direito de relacionar a fraca Less Pain, More Gain com aulas de tricô e crochê.
Irmãos de maromba, não se importem, eles não sabem do que estão falando.
Existe a tendência de alguns profissionais em lidarem com a atividade física de forma muito melindrosa. São colegas que normalmente só se apegam ao que foi publicado ou ao que ouviram no Seminário do Professor Sebastião, mas também facilmente mudarão de opinião até ler o próximo artigo ou realizar o Simpósio do Professor Mestre Pardal sendo que adotarão a nova filosofia até o Congresso com o Professor Doutor Einstein da Silva.
Lembre-se ciência é muito importante, mas nem tudo que está publicado nos periódicos
científicos é boa ciência.
Keep Pumping!

No Pain No Gain ( para os bons entendedores )

Fonte: http://www.waldemarguimaraes.com.br

12 comentários:

Carol =) disse...

Oláaa..

Amei o blog e principalmente o belíssimo exemplo a ser seguido que é vc;;

Parabéns pelo blog e pelas suas conquistas..

Vou te linkar ok?

Beijos!

Jéssica Araújo disse...

HA UM TEMPINHO NAO PASSAO POR AQUI NE?? UM ABRAÇO

nounouse disse...

não entendi muito bem, mas acho que deu pra captar a mensagem do texto... ehehehe, bom texto!!! :*

Camila Vila Nova Wanderley disse...

Bem, nao sei muito do assunto, mas todos os meus prof. de ed. fisica e personais e bla bla
sempre diziam que a musculação deve ser moderada e que dor de nada significa!
enfim...

beijokas moço!

AndressA disse...

Oi amigo... olha a teoria que vc postou sobre o sofrimento em troca dos resultados "positivos" musculares eu nao conhecia, aliás eu nao entendo muito de musculação pq ainda nao estou preticando mas já pratiquei há um tempo atras mas mesmo assim nao era marombeira ou rata de academia... só fazia minhas séries e boa... nao estava preocupada em catabolizar nada rsss

Acho q poucas mulheres estao preocupadas com o ganho GRANDE de massa muscular... a grosso modo os homens q tendem a ficar muito mais preocupados e empenhados nisso. Eu particularmente acho bonito mulher com corpo definido, mas cheia de musculos aparentes EU (opniao só minha) acho andróide demais.

Mas vc está super empenhado com a maromba e to gostando de ver os resultados! eu ja comentei antes sobre o seu "muki"... espero q continue postando mais fotos para acompanharmos sua evolução!

parabens with or without pain
=)

beijos

Leandro Cardoso disse...

Hehehehehehe, verdade Andressa mas preferia sem dor, mas [e uma dorzinha suportavel e nao pretendo ficar bombabo nem nada quero e somente preencher o excesso de pele com musculos so isso mesmo :)

Leila em Nova Fase de Renovação disse...

Oi faz tempo que venho aqui e nao consigo comentar.
Parabens por escolher uma academia perto e se esforçar, Deus ajuda quem se esforça tambem.
Sobre assunto musculaçao nao conheco, nao vou opiniar rs...
bjs

Daiene Cliquet disse...

OI!
Vim dizer que tem selinho/brincadeira no meu blog para vc.

Bjocas
Daiene

Carolissima disse...

Mto interessante o textinho!!!
Que bo q já está com a geladeira abastecida de frutas e que foi á academia. Na reta final não dá pra desanimar, né???
Um Beijãooooo

Cris Galvão disse...

Olá,

Sou a cris e tbm estou na luta para emagrecer. Achei seu blog e adorei; vou te linkar tá e te adicionei no meu msn. Vc já emagreceu muiiiiiiiiiiiito, parabéns!!!

Bjs e até.

Deia disse...

olá Leandro vim conhecer seu cantinho, parabéns pela conquista, vc rejuvenesceu bastante esta muito bem é isso ai tbm to nessa luta a 1 ano e 4 meses conto com seu apoio abraços,vem me visitar será um prazer, sucesso!!!!!

Fênix disse...

Vim te conhecer! estarei sempre por aqui.
Bjs e boa semana.